Alistamento Militar Situação: Como Funciona? Veja Aqui!

O Alistamento Militar é obrigatório para homens com 18 anos e facultativo para mulheres que desejam seguir carreira militar. Quem se alista, deve fazer o acompanhamento para saber como está a situação da sua solicitação. Afinal, ao se alistar, não significa que será selecionado para servir ao Exército, Aeronáutica ou na Marinha. Por isso é importante saber sobre a situação do seu alistamento militar.

É importante frisar que os homens que não se alistarem, poderão receber uma multa e serão impedidos de ocupar cargos públicos, cursar uma faculdade, emitir passaporte e outras consequências. Além disso, se alistar não significa que irá servir o exército, pois poderá receber a dispensa do serviço.

Veja como acompanhar a situação do seu alistamento militar e saber se foi convocado ou dispensado:

Inscrições: quando abrem?

Alistamento Militar Situação: Como Funciona? Veja Aqui!

Quem completa 18 anos no ano corrente, deverá realizar o alistamento militar no primeiro semestre do ano. Ou seja, todos os homens que nasceram em 2002, deverão se alistar a partir de janeiro até final de junho também de 2020.

Há duas formas de se alistar: online através do site oficial ou na Junta de Serviço Militar da sua cidade.

Passo a passo para fazer inscrição do alistamento militar obrigatório

A maneira mais tradicional e fácil é ir direto na Junta de Serviço Militar, podendo ser qualquer uma das três Forças (aeronáutica, marinha ou exército). Leve consigo seus documentos pessoais (certidão de nascimento ou documento oficial com foto), 2 fotos 3×4 recentes e o comprovante de residência. Chegando lá, informe que gostaria de se alistar e você será informado sobre os próximos passos.

Se preferir, poderá realizar o alistamento militar online. Para isso, acesse https://www.alistamento.eb.mil.br/ e clique em “Quero me alistar”. Preencha o formulário e informe o número do seu CPF para validar seus dados pessoais inseridos.

Os documentos necessários para realizar o alistamento militar são:

  • 2 fotos 3×4 recentes (para cadastro presencial);
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • RG original;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão de Naturalização ou Termo de Opção (se for o caso);
  • Registro de Emancipação (no caso de índio).

Antes de concluir sua inscrição no serviço militar, confira todos os dados informados, pois se houver algum erro será necessário dirigir-se até a junta militar para isso. No caso de mudança de endereço ou outra atualização, também precisará ser feita presencialmente.

Como acompanhar o processo de alistamento militar

Apenas se alistar não significa que irá ingressar no serviço militar, pois você poderá ser dispensado. Os candidatos irão passar por avaliação interna, realizada pelos militares. E, somente os aprovados serão convocados para começar o treinamento militar.

Por esse motivo, é importante acompanhar a situação do seu alistamento militar e, isso pode ser feito em casa, através do mesmo site usado para se alistar. Basta acessá-lo e, na home, clicar em “Já me alistei”. Informe seus dados de cadastro e acompanhe o seu processo de alistamento militar.

Anualmente, cerca de 1,8 milhões de jovens brasileiros se alistam. Contudo, somando as 3 organizações militares, aproximadamente 100 mil jovens são convocados por ano.

Me alistei: e agora?

Os jovens convocados a servir as Forças Armadas irão ficar a disposição por 12 meses. Esse tempo poderá ser reduzido para 2 meses ou ampliado por mais 6 meses.

Há possibilidade de seguir carreira militar após o período de treinamento obrigatório para os convocados. Mas dependerá do número de vagas disponíveis e da quantidade de rapazes interessados.

Quem teve a dispensa deve guardar esse documento, pois será utilizado para comparar que está em dia com o serviço militar.

Não me alistei, e agora?

O alistamento militar é obrigatório para rapazes com 18 anos e, não se alistar poderá acarretar em sérias consequências. Sem o comprovante de alistamento ou a dispensa militar, o jovem não poderá:

  • Assumir cargos públicos;
  • Tirar carteira de trabalho;
  • Tirar passaporte;
  • Matricular-se no ensino superior (público ou privado).

Além disso, será necessário efetuar o pagamento da multa. Essa é calculada por dia de atraso no alistamento, portanto poderá ficar bem cara caso não regularize a situação!

Se perder o prazo do alistamento militar, procure a junta militar mais próxima o quanto antes com seus documentos em mãos. Dessa forma, poderá regularizar sua situação e ficar em dia com seu país.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content