Alistamento Militar Cuiabá 2020: Online Acompanhar, situação e feminino

O alistamento militar é um dever de todo brasileiro do sexo masculino que completa 18 anos. Assim, é importante que os jovens de Cuiabá que se tornam maiores de idade em 2020 fiquem atentos ao processo de inscrição e as datas para se alistar.

A expectativa é que mais de 7 mil jovens de alistem em Cuiabá em 2020. Após esse processo, eles passam por um processo de seleção, onde são escolhidos aqueles que serão incorporados ou matriculados no serviço militar. O treinamento oferecido dura 12 meses e, ao final, é possível seguir na carreira militar. Confira abaixo mais detalhes sobre o processo de inscrição para 2020 de Cuiabá.

Inscrição

O período de inscrição ocorre entre janeiro e junho de 2020. A inscrição no alistamento militar  poderá ser feita pelo site www.alistamento.eb.mil.br. Ao entrar no link, informe seu CPF e crie uma senha para criar uma conta. Depois, selecione a opção que mais se adéqua ao seu perfil: Marinha, Aeronáutica ou Exército.

Alistamento Militar Cuiabá 2020: Online Acompanhar, situação e feminino

É possível se inscrever também pessoalmente em uma Junta do Serviço Militar mais próximo da sua residência. Caso não possua o CPF, leve sua certidão de nascimento ou documento oficial com foto e um comprovante de residência.

Após mais ou menos um mês, os cidadãos de centros urbanos receberão um e-mail ou mensagem de texto pelo celular informando sobre a seleção geral. Os moradores de regiões mais distantes apenas receberão a convocação para a seleção geral no segundo semestre.

Os jovens que descumprirem o prazo ficam sujeitos a uma série de restrições, como não poder concorrer a concurso público, não poder votar, não poder tirar ou prorrogar o passaporte e também não podem se matricular em universidade pública. Além disso, o jovem fica sujeito a multa que varia em função da quantidade de dias em que o candidato se atrasou para realizar o alistamento.

Requisitos básicos

Os requisitos básicos para se alistar no Serviço Militar são:

  • Ser brasileiro ou naturalizado;
  • Ser do sexo masculino;
  • Ter completado dezoito anos.

Documentos

Para se inscrever, os documentos solicitados são:

  • Documento oficial com foto (como RG, passaporte, carteira de trabalho, carteira profissional ou carteira de identificação funcional);
  • Certidão de nascimento;
  • Documento de brasileiro naturalizado por opção, se for o caso; e,
  • Comprovante de residência.

Situações específicas

O alistamento militar possui algumas situações específicas. Por exemplo, para aqueles que não cumprirem o prazo, é importante ir até uma Junta do Serviço Militar para pagar a multa e regularizar a situação. Caso contrário, o cidadão fica sujeito às restrições que mencionamos anteriormente.

Jovens que estejam cursando graduação em Medicina, Farmácia, Odontologia ou Veterinária ao completarem dezoito anos, podem adiar o alistamento até o final do curso. Quando formados, participarão da seleção para servir o país como oficial temporário médico, farmacêutico, dentista ou veterinário.

Portadores de deficiência física ou mental devem ainda assim realizar o alistamento. Já portadores de deficiência visual podem solicitar o Certificado de Isenção (CI).  Portadores de incapacidade absoluta podem ser representados por uma terceira pessoa através da apresentação de documento apropriado para realizar o pedido de isenção.

Mulheres

As mulheres podem se alistar nas Forças Armadas voluntariamente. Essa adesão ainda é pequena, sendo pouco mais de 22 mil mulheres exercendo a carreira em todo o Brasil, o que corresponde a 6% dos militares. A maior parte dessas mulheres estão na Força Aérea, seguida pela Marinha e por fim no Exército.

Através da Lei 12.705/2012, as mulheres podem agora alcançar cargos de alta patente na carreira, como tenente coronel, major e capitão. Elas podem atuar em Quartéis-Generais, Órgão de Assessoria do Exército, Organização Militar de Saúde e Instituições de Ensino Militar. Além disso, elas podem servir a pátria de maneira temporária ou seguir a carreira.

Como participar

Para se inscrever nas Forças Armadas, as mulheres precisam passar por um processo seletivo de âmbito nacional nas seguintes escolas militares:

  • Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx);
  • Escola de Saúde do Exército (EsSEx);
  • Instituto Militar de Engenharia (IME);
  • Escola de Sargentos de Logística (EsSLog).

Além disso, elas ficam sujeitas a vagas disponíveis e precisam ter ao menos 18 anos para concorrer no processo seletivo.

Se ainda tiver dúvidas, acesse: https://www.defesa.gov.br/servico-militar.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content